Metso nomeia novo executivo brasileiro e anuncia separação do setor de C&P

João Ney Colagrossi comandará a divisão de Mineiração e Construção. Em 2014 empresa vai dividir atuação entre automação e papel e celulose
O executivo brasileiro João Ney Colagrossi foi nomeado para o comando da divisão de Mineiração e Construção da Metso e vai assumir a presidência global em janeiro do próximo ano. O cargo é resultado de um conjunto de reestruturações da empresa, que tem o objetivo de promover o crescimento em países emergentes.

Atualmente, Colagrossi é presidente da linha de serviços da área de mineração e construção. No ano que vem, substituirá Andrew Benko. Com faturamento anual de aproximadamente 3 bilhões de euros, este segmento é considerado um dos principais da empresa e tem atuação mais forte na América do Sul, na África do Sul e na Austrália.

Sozinho, o Brasil foi responsável por aproximadamente 10% do total. Não à toa, Colagrossi ficará baseado em Sorocaba (SP), de onde vai coordenar um grupo formado por dez outros executivos, sendo três presidentes e outros sete vice presidentes seniores.

Feitas as ofensivas nos países emergentes, a empresa pretende segurar um pouco os investimentos no ano que vem. “Seremos bastante seletivos, mas não restritivos na aplicação de capital”, afirmou Colagrossi. A perspectiva da Metso é terminar 2013 com investimentos de aproximadamente €160 milhões, mesmo nível do ano passado.

Separação

A Metso, a partir do próximo ano, vai se dividir entre a área de automação, com foco no setor de óleo e gás, e a área de Papel e Celulose. Esta última passará a ser uma nova empresa independente e a decisão foi tomada porque a empresa não tinha ganhos de sinergia com os negócios.

Segundo comunicado no site da Metso, a empresa resultante da cisão se chamará Valmet. O nome foi resgatado das origens da companhia, que foi fundada em 1999 a partir da junção das centenárias Valmet (com atuação na indústria de papel e celulose) e Rauma (mais forte em automação e outros setores industriais).

Biorrefinarias será tema de discussão em Brasília

Encontro irá debatarer biomassas que podem ser usadas como matérias-primas

Nos dias 24 e 26 de setembro, em Brasília, Distrito Federal acontecerá o II Simpósio Nacional de Biorrefinarias. As biomassas que podem ser usadas como matérias-primas serão debatidas na mesa-redonda coordenada pela União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA).

“Até poucos anos, a cana servia apenas para a produção de açúcar. Hoje, falamos em etanol de segunda geração derivado de seu bagaço”, pontua o consultor de Emissões e Tecnologia da entidade, Alfred Szwarc.

Para o consultor da UNICA, o evento é uma oportunidade de divulgação do conceito de biorrefinaria, que até então era restrita aos pesquisadores. “É um espaço que permite colocar as ideias de forma bem estruturada à sociedade e chamar a atenção para o que a agroindústria pode oferecer”.

As inscrições estão abertas e podem ser feitas pelo site até 19 de setembro. Além disso, no dia 24, primeiro dia do evento, também haverá inscrição no local.

Promovido pela Embrapa Agroenergia em parceria com a Associação Brasileira da Indústria Química (Abiquim) e a Sociedade de Engenharia Química e Biotecnologia da Alemanha (Dechema) e com o apoio institucional da UNICA, o Simpósio tem o objetivo de identificar o setor, colocar desafios e propor soluções novas para a cadeia de biomassa para que os setores agroindustriais, de bioenergia, de química e química fina e de papel e celulose trabalhem, cada vez mais, na lógica das biorrefinarias.

Fonte: Jornal Agora MS/ Adaptado por CeluloseOnline

IP prorroga inscrições para estágio 2014

Candidatos devem se inscrever pelo site

As inscrições para o programa de estágio da International Paper foram prorrogadas até o fim deste mês: 30 de setembro.

Ao todo são 90 oportunidades e a duração deve ser de um ou dois anos. Os contratados receberão Bolsa-Auxílio, Plano Médico, Plano Odontológico, Restaurante ou Vale-Refeição, Vale-Alimentação, Transporte ou Vale-Transporte e Seguro de Vida.

Interessados devem se candidatar pelo site.

Reflore e Eldorado iniciam campanha contra queimadas em MS

Período do ano costuma ter aumento no número de incêndios

Nesta segunda-feira (2) a Reflore MS (Associação Sul-Mato-Grossense de Produtores e Consumidores de Florestas Plantadas) e a Eldorado lançam a campanha “Evitar queimadas é preservar a sua vida”. A ação, de cunho educativo, tem o objetivo de reduzir o número de incêndios.

“Toda a população pode participar. Além de evitar fogueiras, descarte de lixo, vidros e latas perto de matas, também é importante a comunidade ligar 193 quando observar focos de incêndios ou fumaça próximo às florestas”, afirma Dito Mario, diretor executivo da Reflore.

Uma campanha de blitz, com folders e instruções, já começou a ser feita desde sexta-feira (30). A ação antecipa o lançamento oficial nesta segunda-feira, que terá a presença da secretária Tereza Cristina e acontecerá na sede da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agrário, da Produção, da Indústria, do Comércio e do Turismo (Seprotour), às 17 horas.

Chilena Copec triplica lucro no 2º tri por unidade florestal

Foram 246,2 milhões de dólares entre abril e junho
01/09/2013 – O grupo industrial chileno Copec quase triplicou o lucro no segundo trimestre, devido principalmente ao sólido desempenho de seu negócio florestal, é o que comunicou a empresa na última segunda-feira.

O lucro que veio melhor que o esperado, totalizou 246,2 milhões de dólares entre abril e junho, ante os 86,4 milhões de dólares em igual período do ano passado. O mercado esperava um ganho de 195 milhões de dólares para o segundo trimestre, segundo uma pesquisa da Reuters.

O melhor desempenho da companhia foi influenciado pelo negócio florestal e pelo comportamento positivo da divisão de combustíveis em comparação com o segundo trimestre do ano passado.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) somou 543 milhões de dólares entre abril e junho, um aumento de 55,2 por cento, enquanto as receitas cresceram 9,4 por cento, a 6,196 bilhões de dólares no mesmo período.

Com isso, o lucro acumulado no primeiro semestre duplicou para 484,9 milhões de dólares.

A Copec possui unidades de negócios na Argentina, Colômbia, Brasil, Estados Unidos, Uruguai e Canadá.

12º Prêmio e III Fórum Graphprint!

O 12° Prêmio Graphprint e o III Fórum GRAPHPRINT de Tecnologia e Gestão da Indústria Gráfica teve novamente a colaboração e patrocínio da WG Papéis para o seu desenvolvimento.
Saiba da importância destes eventos tanto para a empresa quanto para o mercado gráfico.

Com a presença de 358 pessoas, o 12º Prêmio GRAPHPRINT reuniu um público atento aos caminhos que estão sendo traçados pelos novos tempos da comunicação.Para abrilhantar ainda mais o 12º Prêmio GRAPHPRINT, a banda New Times, mandou bem no palco, revivendo clássicos da música internacional e brasileira, usando e abusando de um som limpo e cadenciado.

O III Fórum GRAPHPRINT, que fora baseado nas oportunidades do segmento digital, alcançou o objetivo de levar informação diferenciada. Evidenciou-se ainda a disposição dos gráficos
para investir em mercados inexplorados, por meio de equipamentos e insumos customizados, contando com a apresentação da WG Papéis totalmete voltada ao segmento.

Agora em Vitória!

A WG Papéis tem o imenso prazer em comunicar que terá mais uma unidade neste extenso Brasil, agora exatamente no Espírito Santo.

No intuito de oferecer sempre as melhores condições aos seus clientes a WG estará continumente se esforçando para poder manter-se presente no ramo gráfico.

WG Papéis - Unidade Espírito Santo
WG Papéis - Agora no Espírito Santo

Novidade, WG Express!

Ainda melhor!

A WG Papéis busca, diriamente, oferecer a você o que há de melhor na distribuição de papéis para gráficas.

E para continuar com essa política de expansão, foi criada a WG Express Transportes Rodoviários, mais uma empresa do grupo WG, que visa agilizar e profissionalizar o transporte de papel e celulose para todo o Brasil.

Essa nova estrutura busca também facilitar o processo de logística de outras empresas do segmento, que precisam de uma mão-de-obra especializada para cuidar de toda entrega de materiais.

É a WG Papéis inovando para você crescer ainda mais.