Nóticias do Papel

China foi o maior comprador de celulose do Brasil em 2018

Em 2018, a China comprou aos produtores brasileiros celulose no valor de 3542 milhões de dólares, um acréscimo de 37,7% relativamente aos 2572 milhões de dólares registados em 2017.
 
A China superou a Europa como principal destino da celulose brasileira em ambos os anos, com o bloco europeu a adquirir produto no valor de 2668 milhões de dólares em 2018 e 1985 milhões de dólares um ano antes.
 
A realidade é diferente nos outros dois produtos com estatísticas divulgadas pela IBA, painéis de madeira e papel, em que a China surge em último lugar com valores monetários muito diminutos.
 
Nos painéis de madeira, cujo principal destino das exportações foi a América Latina, com 179 milhões de dólares em 2018, a China adquiriu produto no valor de apenas seis milhões de dólares, o dobro dos três milhões registados um ano antes.
 
No papel, a China comprou produto no valor de 47 milhões de dólares, uma quebra de 52,0% relativamente ao pago em 2017, tendo a América Latina sido, de novo, o principal destino das exportações, com um valor de 1418 milhões de dólares.
 
O sector brasileiro da madeira registou um saldo positivo de 9672 milhões de dólares nas suas trocas comerciais com o exterior, resultado de exportações no valor de 10 742 milhões de dólares e importações no montante de 1070 milhões de dólares.
 
Fonte: Mercado | Celulose Online

CONTATO

SP | RJ | ES

SAIBA MAIS

PARCERIA

IBEMA

SAIBA MAIS

CLASSIFICADOS

WG

SAIBA MAIS

CONTATOS

MAPA DO SITE